Minhas Canções.

domingo, 19 de julho de 2015

Em Carne Viva...Em Viva Carne

Em carne viva.
Em viva a carne.
A alma que sofre, impotente sem poder fazer nada só observando.

Em carne viva.
Em viva carne.
Os olhos antes tão cheio de vida, hoje perdido pelos mares das memórias antigas.

Em carne viva.
Em viva carne.
A boca que antes sorria com tanta facilidade.
Hoje tão desconexa não sabe mais o contexto do texto.

Em carne viva. 
Em viva carne.
Braços e pernas sem lógica em um corpo alquebrado...
Tão sofrido, mais tão distante da realidade, que hoje tanto faz...

Em carne viva.
Em viva carne.
Um coração transbordando de amor...
Que nem assim consegue submergir na realidade do ser.
E vai navegando em mares desconhecidos para nós e tão íntimo para você.

Lágrimas que transbordam quando ninguém vê...
Força e fortaleza como as montanhas...
Que na solidão do quarto se desmorona como um terremoto.
Mais que precisa renascer todo amanhecer, para que o barco continue flutuando, até que o barqueiro diga que foi o último porto e siga para o seu merecido descanso...
Lunna

18:03*19.07.2015

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Superação... Sabedoria...

Quando você conseguir superar graves problemas de relacionamentos,
não se detenha... na lembrança dos momentos difíceis,
mas na alegria de haver atravessado mais essa prova em sua vida.

Quando sair de um longo tratamento de saúde,
não pense no sofrimento que foi necessário enfrentar,
mas na bênção de Deus que permitiu a cura.

Leve na sua memória, para o resto da vida,
as coisas boas que surgiram nas dificuldades.
Elas serão uma prova de sua capacidade,
e lhe darão confiança diante de qualquer obstáculo.

Uns queriam um emprego melhor; outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta; outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena; outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos; outros, ter pais.

Uns queriam ter olhos claros; outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita; outros, falar.
Uns queriam silêncio; outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo; outros, ter pés.

Uns queriam um carro; outros, andar.
Uns queriam o supérfluo; outros, apenas o necessário.

Há dois tipos de sabedoria: a inferior e a superior.

A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe
e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.
Tenha a sabedoria superior.
Seja um eterno aprendiz na escola da vida.

A sabedoria superior tolera;
a inferior, julga;
a superior, alivia;
a inferior, culpa;
a superior, perdoa;
a inferior, condena.
Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar!
Chico Xavier

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Soluções Para Combater o Tráfico de Animais Silvestres


National Geographic, Instituto Smithsonian, TRAFFIC e USAID no combate ao tráfico de animais silvestres.

Concurso irá selecionar projetos com soluções científicas e tecnológicas inovadoras para combater o comércio ilegal. Os vencedores receberão patrocínio de até 500 mil dólares

http://viajeaqui.abril.com.br/materias/national-geographic-instituto-smithsonian-traffic-e-usaid-no-combate-ao-trafico-de-animais-silvestres?utm_source=redesabril_viagem&utm_medium=twitter&utm_campaign=redesabril_ngbrasil


Não compre animais silvestre sem procedência. Esse comércio ilegal só exite porque existe pessoas que alimentam esse prática terrível é desumana.


Quer ter um "amiguinho" adote um cãozinho, um gatinho, mais faça isso com responsabilidade, pois os animais tem direito a ter um vida de qualidade, amor e respeito.
Lunna

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Concurso Avistar 2015.

Rabo-de-palha-de-bico-vermelho
Arara-azuis-de-lear

O rabo-de-palha-de-bico-vermelho (Phaethon aethereus) é uma ave com populações declinantes nas ilhas oceânicas brasileiras. Seus ninhos são ameaçados por roedores e outros predadores. 
Um retrato da espécie em voo deu ao fotógrafo Luiz Kagiyama, de São Paulo, o primeiro prêmio no Concurso Fotográfico Avistar 2015.

A foto das araras-azuis-de-lear, do fotógrafo João Quental, foi a segunda colocada no concurso Avistar 2015. 
Fonte: National Geographic Brasil

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Oportunidade...

Imagem Nathalia Suellen

O que é mais difícil de se fazer nessa vida é simples...

O simples sempre assusta.

Tem vezes que o que parecia ser a decisão mais "Louca e Inimaginável" do momento, acaba se transformando na melhor decisão que você poderia ter tomado.

Que todos consigamos enxergar as oportunidades que se descortinam na nossa frente, que não deixemos passar esse "trem" que as vezes pode até até assustar, mais que nunca possa nos paralisar.

E lembre-se se for para MUDAR, mude pela única pessoa que vale a pena, VOCÊ!

Benção e luz.
Bjs
Lunna

terça-feira, 31 de março de 2015

Saudades de Você...


Estranho o que o tempo faz...
Já não consigo lembrar mais do seu cheiro...
Do som do seu sorriso...

E isso me deixa meio louca, porque sinto muito mais sua falta hoje.
Me sinto tão culpada por sentimentos desencontrados que se chocam dentro de mim. Eu entendo que você não teve escolha, mais isso não ameniza minha saudade.
Ainda hoje sinto raiva e totalmente impotente por ter tido sua vida escorrendo como água pela torneira e indo embora.

Nunca fiquei de "Mal" com Deus por ter te levado de mim, mais tem dias como esse mês, como hoje, que sua falta dói tanto, que a saudade me sufoca de uma maneira que a impressão que tenho é que estou me afogando em um mar e não consigo emergir.

Sinto tanta falta do seu colo, e o mais terrível disso é que sua imagem muitas vezes foge da minha lembrança, como uma foto antiga, não consigo lembrar direito do seu rosto, e isso é assustador, pois só consigo me lembrar dos seus últimos instantes, da sua face de dor, de não querer ir, de não querer nos deixar, mais não podendo fazer nada quando a isso.
Sua última lágrima ainda me persegue depois de tantos anos, aquela lágrima congelada no seu rosto nunca caída.... 

Tão pouco tempo você esteve presente, mais passou tanto amor, acho que por isso dói tanto tua ausência. Sei que um dia iremos nos encontrar, mais sinceramente nesse momento atual isso pra mim não é consolo. Tenho todo direito de alguns dias ficar puta pela sua partida prematura, ficar com raiva, muita raiva... Mais também sei que isso faz parte da evolução pessoal.

Nada vai mudar isso, sua falta nunca será suprida, alguns dias realmente vai ser difícil respirar, mais nesses dias vou tentar recordar com muita força do seu toque, do seu sorriso e vou dormir somente com essas lembranças, para que o novo amanhecer possa vir um pouquinho mais leve...
Lunna
(20/03)

Na minha visão " o tempo" não cura nada, ele faz com que nos acostumemos com a falta daquela pessoa, mais isso não é indicativo de esquecermos.

A fé, no meu caso, a minha fé é outro fator que sempre me ajuda nesses momentos de introspecção da dor.

Não sou uma pessoa que cultiva a dor da perda permanentemente, mais tem alguns dias que a saudade fala muito mais alta e, essa saudade abre a comporta da dor adormecida pelos anos, ai só caneta, papel e lágrimas aliviam para poder recomeçar novamente um novo dia.
Beijos amigos meus.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Deixe ir...

"Deixe ir... Ninguém é mais valioso que o oxigênio a ponto de não viver sem.
Se não te faz bem, cai fora.
Se te faz chorar e o motivo desse choro não for felicidade, vai embora.
A sensação de olhar em sua volta e não enxergar um só rosto amigo é aterrorizante, mas lhe digo: Nada enfraquece mais do que estar cercado de pessoas que só te fazem sentir pior ou inferior."
Não se permitir isso!!!!
(Collins Williams)